Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

PROGRAMAÇÃO

24/09 – 20h

A hora da zona morta

(The dead zone)
1983. USA. 103 min
Direção: David Cronenberg
Roteiro: Jeffrey Boam
Empresa Produtora: Dino De Laurentiis Company
Elenco: Christopher Walken Brooke Adams Tom Skerritt


Exibição em 35mm
Distribuição: Lionsgate
Procedência da cópia: Eye Film Institute

Numa pequena cidade da Nova Inglaterra, após sofrer um terrível acidente e permanecer em coma durante cinco anos, um professor de literatura descobre que possui poderes de clarividência. Essa curiosa capacidade, que consiste em visualizar cenas do passado e prever o futuro, convertem o personagem numa atração midiática. E, também, num valioso instrumento para a polícia local, que está à procura de um serial killer cujos crimes hediondos aterrorizam a população. No entanto, o protagonista acaba descobrindo que não possui apenas o dom de enxergar episódios passados e futuros, mas também os vivencia desagradavelmente ao se tornar a testemunha involuntária de várias situações trágicas e desconcertantes. Assim, imerso nessa perigosa atmosfera extra-sensorial, o professor descobre uma “zona morta” de sua própria percepção, que pode até ser capaz de mudar o destino da humanidade. Baseado no romance homônimo de Stephen King, este filme retoma o fascínio do diretor pelas percepções extra-sensoriais, como acontece em suas obras anteriores: Stereo, Crimes of the Future e Scanners. Mais uma vez, neste longa-metragem comparece a manipulação do corpo pelos prodígios da tecnociência e pelas ferramentas de controle acionadas pelas instâncias de poder, tais como a medicina e a polícia. Além disso, o filme apresenta uma narrativa visionária com fortes conotações políticas, pois aborda a história política dos Estados Unidos fazendo alusão ao assassinato de um famoso presidente do passado e profetizando a chegada de um outro. Este último teria tendências psicóticas e, ao assumir o controle da nação norte-americana, colocaria em risco a paz mundial ou até mesmo o futuro de toda a humanidade.

In a small New England town, after suffering a terrible accident and staying in a coma for five years, a Literature teacher finds out that he has clairvoyance powers. This peculiar ability – that consists in seeing scenes from the past and foreseeing the future – makes the character a media attraction. It also makes him a valuable instrument for the local police in its search for a serial killer whose horrific crimes terrorize the population. However, the main character finds out that he has not only the gift of seeing scenes from the past and the future but of also experiencing them unpleasantly, becoming an involuntary witness of many tragic and disconcerting events. So, involved by this dangerous extra-sensorial atmosphere, the teacher discovers a “dead zone” of his own perception - which could even change the fate of mankind. Based on Stephen King’s novel with the same title, this movie revives the director’s fascination for extra-sensorial perceptions, present in his previous movies such as Stereo, Crimes of the Future and Scanners. Once again, this feature deals with the manipulation of the human body by the wonders of techno-science and by the control tools triggered by institutions of power such as Medicine and the Police. Besides, this movie presents a visionary narrative with a strong political connotation, once it discusses the political history of the United States by mentioning the murder of a famous President of the past while foretelling the arrival of a new one. The latter would have psychotic tendencies and – by holding the control of the American nation – would jeopardize world peace or even the future of all mankind.

  Voltar para capa
Voltar para Programação